Livros do Trilhas

Alguns Links pra facilitar as buscar dos pais e professores que buscam os livros do Conjunto Trilhas da Leitura para seus Filhos e alunos.


Bruxa Bruxa Venha A minha Festa
http://www.saraiva.com.br/bruxa-bruxa-venha-a-minha-festa-1972982.html
http://www.livrariacultura.com.br/p/bruxa-bruxa-venha-a-minha-festa-209238
https://www.brinquebook.com.br/bruxa-bruxa-venha-a-minha-festa.html

Pessego Pera Ameixa no pomar
http://www.saraiva.com.br/pessego-pera-ameixa-no-pomar-1997131.html
http://www.livrariacultura.com.br/p/pessego-pera-ameixa-no-pomar-11020493
http://www.americanas.com.br/produto/6608389/livro-pessego-pera-ameixa-no-pomar

O Grufalo
https://www.brinquebook.com.br/o-grufalo.html
http://www.saraiva.com.br/o-grufalo-425405.html

O Nabo Gigante
http://livraria.folha.com.br/livros/literatura-para-jovens/nabo-gigante-aleksei-tolstoi-1346404.html
http://www.livrariacultura.com.br/p/o-nabo-gigante-1358481
http://www.submarino.com.br/produto/16779559/nabo-gigante-o-brochura

Viviana Rainha do pijama
http://www.saraiva.com.br/viviana-rainha-do-pijama-1562440.html




NINGUÉM É SUBSTITUÍVEL - Para reflexão!!!


Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores.
Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça: "ninguém é insubstituível"! 
A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio. 
Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça. Ninguém ousa falar nada. 
De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido: 
- Alguma pergunta?
- Tenho sim. E Beethoven?
- Como? - o encara o diretor confuso.
- O senhor diss e que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?
Silêncio…
O funcionário fala então:
- Ouvi essa estória esses dias, contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso. Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar. Então, pergunto: quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso? Zico? Etc.?…
O rapaz fez uma pausa e continuou:
- Todos esses talentos que marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar. E, portanto, mostraram que são sim, insubstituíveis. Que cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa. Não estaria na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe, em focar no brilho de seus pontos fortes e não utilizar energia em reparar seus 'erros ou deficiências'?
Nova pausa e prosseguiu:
- Acredito que ninguém se lembra e nem quer saber se BEETHOVEN ERA SURDO , se PICASSO ERA INSTÁVEL , CAYMMI PREGUIÇOSO , KENNEDY EGOCÊNTRICO, ELVIS PARANÓICO… O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos. Mas cabe aos líderes de uma organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços, em descobrir os PONTOS FORTES DE CADA MEMBRO. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.
Divagando o assunto, o rapaz continuava. 
- Se um gerente ou coordenador, ainda está focado em 'melhorar as fraquezas' de sua equipe, corre o risco de ser aquele tipo de ‘técnico de futebol’, que barraria o Garrincha por ter as pernas tortas; ou Albert Einstein por ter notas baixas na escola; ou Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo teria PERDIDO todos esses talentos. 
Olhou a sua a volta e reparou que o Diretor, olhava para baixo pensativo. E voltou a dizer nesses termos: 
- Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados… Apenas peças… E nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões que 'foi pra outras moradas'. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou mais ou menos assim: "Estamos todos muito tristes com a 'partida' de nosso irmão Zacarias... e hoje, para substituí-lo, chamamos:…NINGUÉM…Pois nosso Zaca é insubstituível.” – concluiu, o rapaz e o silêncio foi total. 
Conclusão: 

PORTANTO NUNCA ESQUEÇA: 
VOCÊ É UM TALENTO ÚNICO! 
COM TODA CERTEZA NINGUÉM TE SUBSTITUIRÁ! 

Autor desconhecido

É bom para refletir e se valorizar! 
Boa semana... INSUBSTITUÍVEL!

Para reflexão.




Um homem caminhava pela praia numa noite
de lua cheia e pensava:
“Se tivesse um carro novo, seria feliz...
“Se tivesse uma casa grande, seria feliz...
“Se tivesse um excelente trabalho, seria feliz......
“Se tivesse uma parceira perfeita, seria feliz...
Nesse momento, tropeçou em uma pequena sacola
cheia de pedras e começou jogá-las uma a uma no mar.
E a cada vez dizia: “Seria feliz se tivesse...“
Assim fez até que restou apenas uma pedrinha,
que decidiu guardar.
Ao chegar em casa percebeu que aquela pedrinha tratava-se
de um diamante muito valioso.
Quantos diamantes teria jogado ao mar sem parar para pensar?
Muitas vezes nós também jogamos fora nossos preciosos tesouros,
esperando o que acreditamos ser perfeito.
“Se você ainda não pode ter o que sonha,
Dê valor e ame o que você tem!"



Análise e Interpretação de uma obra de arte.

O que é uma Obra de Arte?

Da Vinci, Monalisa. 1506.


Você já viu este quadro? Acha que ele é uma obra de arte? Porque? o que o define como uma obra de arte?
A obra de arte é o resultado de uma criação artística. Ela representa algo simbolicamente que possa ser desde um momento histórico, um retrato ou uma cena de uma história, até o sentimento e a forma de expressão do artista. 
É errado dizer que apenas pinturas são obras de arte, uma composição musical, um texto, uma apresentação teatral, um filme, um projeto arquitetônico, e etc, também são obras de arte, pois exprimem as ideias de um ou vários artistas envolvidos na obra.

Como analisar uma obra de arte?

Podemos usar uma forma simples de analise e interpretação da obra de arte, independente de sua linguagem, simplesmente observando as informações contidas na obra e nas bases de conhecimento que você possui sobre a obra.

Montemos um pequeno roteiro de Analise da Obra.

I) Analise técnica sobre a Obra.

Artista : Seja ele o pintor, compositor, dramaturgo, ator.
Titulo: O titulo diz muito sobre a obra. Mas não tudo.
 Data: Quando esta obra foi criada? Isto vai nos dar bases a partir de seu contexto histórico.
 Local: No caso de uma pintura, que museu? No caso de uma peça, em qual teatro?
 Técnica: Na pintura, quais os materiais usados? Na musica, quais os instrumentos ou ritmo?
 Dimensão: Equivale ao tempo de duração, tamanho, espaço. 

II) Analise técnica sobre autor
Importante saber algumas coisas sobre o autor. Isso vai nos dar bases sobre como era sua vida, Onde ele viveu, a que época ele pertence e por quais aprendizagens ele passou pra criar a sua obra.
Nome:
Data de nascimento e morte (Se houver) :
Origem:
Estilo ou escola a qual pertence:
III) Analise sensorial
Essa analise vai depender da linguagem artística da qual estamos trabalhando. 
Alguns Aspectos são comuns para qualquer linguagem.

Conteúdo Objetivo: O que é exatamente aquilo? É um resumo direto sobre o que você esta vendo ou ouvindo. Por exemplo a Monalisa. Objetivamente vemos uma mulher sentada.

Conteúdo Subjetivo: Aqui colocamos algumas indagações um pouco maiores e a sua própria opinião sobre o que você esta vendo ou ouvindo. Por exemplo: Ceia em Emaus. Eu vejo homens ao redor de uma mesa, parecem os três parecem muito surpresos com o homem que esta ao centro.

Conteúdo Formal: É o que reaumente conta aquela obra. O que é realmente a proposta que o autor deixa claro para nós. Vou usar o mesmo exemplo da anterior. O Autor, através do nome da obra nos mostra q essa é a cena bíblica onde os apóstolos descobrem que o mendigo pra quem deriam de comer é na verdade Jesus que ressuscitou.

Ritmo: É uma obra que inspira calma ou violência? Agitação ou tranquilidade?

Função:Qual a função daquela obra? Mostrar a realidade, algo que reaumente exista? Fazer uma Ilustração ou referencia a uma outra obra? Ou ainda comunicar uma mensagem ou informação?

Nas Obras Plasticas podemos ainda Analisar o Efeito de profundidade, Utilização da cor, elementos utilizados, etc.
Nas Obras Dramáticas, a coerência do texto, a interpretação dos autores, a escolha do figurino e maquiagem, etc.
Nas Obras Músicas, a harmonia, ritmo, estilo, letra.
E assim nas outras linguagens artísticas também.


Caravággio, Ceia em Emaús. 1601.

Como Interpretar uma obra de arte?

Mas então pra você apreciar uma obra de arte você precisa saber tudinho sobre ela antes de começar a aprecia-la? Não. Para apreciação é necessário apenas uma sensibilidade para o que a obra lhe oferece. Mas para reaumente interpreta-la e formar uma opinião relevante sobre a obra, quanto mais você souber melhor!

Interpretar uma obra de arte é você fazer um pequeno texto na sua mente, juntando as informações que você colheu com a analise e colocando sua própria visão do que esta sendo lhe mostrado. Afinal como vai se formar uma opinião válida sem um conhecimento prévio?

Exercício?

Tente fazer uma analise e uma interpretação sobre este quadro e deixe nos comentários!

Gustav Klimt.O beijo, 1908.

Qualquer opinião, acréscimo, dica, resposta, prova, sei lá! Qualquer coisa deixe nos comentários pra que possamos discutir o assunto!=D

Bjnhosss e até a próxima!